26 fevereiro 2016

Dos livros que mudam a gente: “Como eu era antes de você”



(Foto: Blog Novo Romance)

É fato: meu histórico de navegação no notebook and no celular deve ter registrado (pelo menos!) umas 10 visualizações do trailer de “Como eu era antes de você”, a adaptação para o cinema da obra assinada pela inglesa Jojo Moyes. Cara, é simplesmente lindo.
Pois bem: “Me before you” – título original da obra – sempre me passou despercebido nas livrarias aqui da terrinha. Confesso que adoro um romance, mas quando inserido em algum contexto maior, sabe? O livro de Jojo sempre me passou a impressão de ser uma aguinha com açúcar chaaaaaaaaaata, doce até não poder mais. Eu estava errada.
Preciso começar esta resenha dizendo que se você – assim como eu – adora finais felizes e não lida muito bem com finais que não correspondem a essa expectativa, leia ainda assim. “Como eu era antes de você” me fez ‘perder’ a noite de sono refletindo sobre o quanto tenho sido mal agradecida com a vida e, acima de tudo, sobre o que eu tenho feito para sair do meu lugarzinho cômodo no mundo (me fez pensar em mil outras coisas importantes mais, mas deixa que você vai ter as suas para se preocupar também!). Ele me fez acordar nesta sexta-feira pré carnaval ávida por escrever esse texto aqui. Ah, Jojo.



Poster oficial da adaptação que estreia em junho no Brasil (Foto: divulgação)

“Como eu era antes de você” conta a história de Louisa Clark, uma jovem simpática e prestativa do interior da Inglaterra com um gosto um tanto duvidoso para a moda, e de Will Traynor, ex-executivo e agora tetraplégico-inconformado-rabugento-irônico-e muito charmoso. Louisa perde o emprego e, como nós, meros mortais, precisa arranjar um outro para ajudar nas despesas de casa quando, no centro de empregos da cidade, decide aceitar a vaga de cuidadora de deficientes ofertada pela Granta House, onde mora Will.

Os antagonismos entre os dois protagonistas da história são esperados, e compreensíveis dadas as circunstâncias. Mas é quando Louisa descobre a “verdadeira” história de Will que as coisas começam a ficar interessantes: (SPOILER!) após uma tentativa mal sucedida de suicídio, Will agora precisa, segundo a mãe, Camilla, de alguém que não apenas o vigie, mas mostre a ele que a vida nem sempre acontece do modo como planejamos, mas, que ainda assim pode e merece ser vivida.

Aguinha com açúcar? Que nada! Aqui o coração é só ladeira abaixo (Foto: Divulgação)
Daí em diante, pretas, é só ladeia abaixo pro coração da gente: juntos, Louisa, Will, Katrina, Patrick, Steven, Josephine e os outros vários personagens de “Me before you” nos apresentam um mundo nada menos que comum ao nosso dia a dia, com sofrimentos, distrações, amores e desventuras verossímeis e que, principalmente por isso, nos marcam de uma maneira tão profunda que é impossível largar a leitura.
Tá precisando de um impulsozinho pra tomar outro rumo na vida? Leia. Tá sentindo falta de uma história de amor de verdade, original e muito, muito crível? Leia. “Como eu era antes de você” fala de amor, lealdade, superação e de todas aquelas coisas que a gente precisa encarar na vida e acha que são dilemas só nossos. É daquela série de livros que mudam a gente, por dentro e por fora, mudam o nosso jeito de olhar o mundo, o outro, sabe?
É inspirador, pretas, acreditem. Não é a toa que depois de assistir o trailer em looping semana antepassada, corri pra livraria e comprei não apenas ele, como a continuação, “Depois de você”, que já está à venda aqui na terrinha. Se você ainda não se convenceu da leitura, que tal assistir o trailer e preparar o lencinho pros próximos dois minutos e dezenove segundos?

PS: Na Escariz do Shopping Jardins, paguei R$74,80 nos dois títulos.
Boa leitura e vem cá contar pra gente o que achou! ;)
Babi


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sua opinião é muito importante pra gente. Se joga <3

Posts Recentes

recentposts

Mais Vistas

randomposts

Contato

Nome

E-mail *

Mensagem *