29 maio 2016

Entrevista com Ohana DANKWAH: Relatos de Racismo, Risqué e nova Colaboração

O Preta Mesmo nasceu pra falar sobre beleza negra, em todas as suas formas e tonalidades. Faz parte também de nossa linha editorial a desmitificação do ‘ser negro’ e o combate ao racismo. Hoje, viemos relatar um caso que aconteceu com a Ohana Dankwah, que tem 20 anos, é carioca e negra.



Contextualizando
A Risqué é uma linha de esmaltes bastante conhecida no Brasil e uma das várias marcas que utilizam as redes sociais como plataforma de aproximação do seu público alvo: gente que gosta de esmaltes. O Instagram da empresa tem mais de 840 mil seguidores e entre eles, claro, toda a miscigenação que é própria do nosso Brasil.
Como forma de estimular a participação de seus folowers, a marca lançou a hashtag #RisquédaSemana, onde as meninas enviam fotos de suas unhas pintadas com os esmaltes da Risqué. É nesse cenário onde mais um caso de racismo se instala. Ohana é xingada, humilhada e ofendida por conta da tonalidade de suas mãos, que assim como ela, são negras. (link da postagem original: https://www.instagram.com/p/BDLg1HTKIbl/?taken-by=risqueoficial)

PRETA MESMO: Você sempre gostou de cuidar das unhas?
OHANA DANKWAH: Sim, toda semana! Fui manicure por muitos anos. Isso pra mim é ótimo porque economizo tempo, grana e eu sei do que já gosto, então é mais fácil pra deixar perfeita pra mim.
PM: Você tem o hábito de postar a #UnhasdaSemana no Instagram ou em outra rede social?
OD: Não, na verdade eu nunca tive tempo, e não tinha um dia certo da semana pra fazer a unha, pela correria do dia a dia mesmo.
PM: Foi a primeira vez que usou a #RisquédaSemana?
OD: Não, foi a primeira vez. E nem sabia que eles tinham como costume compartilhar. Só usei mesmo porque amei o esmalte da marca.
PM: Depois que eles compartilharam a sua foto e os comentários racistas começaram a aparecer como você se sentiu?
OD: Eu não cheguei a ler os comentários, quando cheguei já tinham até apagado. Mas algumas meninas que também ficaram revoltadas me chamaram pra falar e mostrar. Foram poucos, a maioria foram bons, me elogiando, falando das minhas unhas belas. Fiquei feliz em saber que tinha muito mais gente a meu favor.

PM: Mas, no momento que leu os comentários racistas, qual foi a sua reação?
OD: Me senti enjoada e com um sentimento de pena daquelas pessoas.
PM: Você vê muitas meninas negras postando fotos de suas unhas na internet?
OD: Não, maioria brancas.
PM: Após o episódio, alguém mandou mensagens de apoio pra você?
OD: Sim, uma menina que viu todos os comentários e muitos amigos do Facebook me apoiaram.
PM: E o que você tem a dizer pra quem também já sofreu racismo?
OD: Que nós temos que saber que a opinião das pessoas preconceituosas não muda quem somos. Somos mulheres lindas, cheias de beleza. O empoderamento precisa estar dentro de cada um. Nossa autoestima precisa estar em primeiro lugar. Cachear sim, alisar se quiser, pintar as unhas de qualquer cor, se vestir como quiser. Somos gente como qualquer gente de qualquer cor.

E, pra enchermos esse mundão de empoderamento e representatividade, vai ter uma nova editoria aqui no blog: Unhas da Semana. E essa maravilhosa que entrevistamos será a nossa nova colaboradora. Bem-vinda, Hanna <3

Espero que vocês tenham gostado desse tipo de post. Vem muito mais desses por aí. 

Beijos, 

Bella. 




Um comentário:

Sua opinião é muito importante pra gente. Se joga <3

Posts Recentes

recentposts

Mais Vistas

randomposts

Contato

Nome

E-mail *

Mensagem *