23 novembro 2016

TRANSIÇÃO CAPILAR – RESENHA E APLICAÇÃO



Por ocasião do Dia da Consciência Negra, a resenha desta semana é especial. Hoje, eu vou falar de um procedimento que, literalmente, tem feito a cabeça de crespas, cacheadas e onduladas de todo o Brasil: a Transição Capilar. Se você já passou por esse processo, está passando, pensa em passar ou jamais considerou essa possibilidade, vem comigo que esse texto é pra você.

O QUE É? A transição capilar pode ser definida como um processo em que deixamos de utilizar procedimentos químicos que alteram a textura dos nossos fios de maneira permanente, tais como relaxamento, escova progressiva e alisamentos em geral e, por meio de cortes sucessivos (ou não, como veremos adiante), recuperamos a textura natural dos nossos cabelos.
ONDE FAZER? Já vi algumas pessoas se referindo à transição como se fosse mais um procedimento de salão. Nada disso, gata garota (ou gato garoto)! A transição capilar é um processo que acontece dentro de você, quando você decide recuperar a textura natural dos seus fios. Enquanto espera o seu cabelo natural crescer, você deve tratá-lo para que ele cresça forte e saudável, o que pode ser feito no conforto do seu lar. Hidratação, nutrição e reconstrução constantes são altamente recomendadas. Mas, claro, você pode contar com a ajuda de um profissional, principalmente na hora de cortar as partes alisadas, afinal, não é todo mundo que tem a habilidade – ou coragem – de cortar o próprio cabelo. E atenção: Fazer permanente ou desprogressiva não é passar pela transição capilar!!! Nada de químicas transformadoras da textura capilar, ok?
QUANTO CUSTA? A transição capilar não tem preço, tem valor. Não é necessário gastar muito para cuidar bem do seu cabelo, pois o mercado está cheio de produtos de qualidade que cabem em todos os bolsos. Além disso, dá pra fazer tratamentos incríveis com produtos naturais que você já deve ter em sua cozinha: óleo de coco, azeite de oliva, mel, abacate, maisena entre outros fazem maravilhas pelos seus fios. E se você quiser investir no processo e gastar um pouquinho mais, ou muito mais, fique à vontade, o dinheiro é seu! Além disso, sempre vale a pena investir em nós mesmos. Mas e o valor da transição capilar? Ah... acredite, vai muito além de uma mudança estética. Vai fazer você ter um novo olhar sobre seu cabelo, sobre os padrões de beleza e sobre a sua identidade de mulher negra (ou homem negro). Quem já passou sabe, a gente muda junto com o nosso cabelo.
QUANTO TEMPO DURA? Depende de você. Você pode esperar meses ou até anos enquanto o seu cabelo natural cresce para só então cortar a parte alisada. Ou você pode cortar o seu cabelo no momento em que decidir recuperar a textura dos seus fios e passar pela transição mais rápida da história! Mas tudo depende de você e do que você está disposta a fazer. Se sente bem com a ideia de ficar com os fios bem curtos? Corta, amiga! Essa ideia te dá calafrios? Então aguenta firme e espera. Durante a transição capilar, o Big Chop (BC ou grande corte, o corte em que todas as partes alisadas do cabelo são retiradas) é apenas uma opção. Dá pra passar pela transição fazendo pequenos cortes em suaves prestações.


Minha transição

QUERO FAZER! COMO COMEÇAR? É só seguir três passos: informe-se, informe-se, informe-se. Sim! Busque textos, blogs (como este lindo que você está lendo agora), artigos, vídeos a esse respeito. A internet é uma fonte inesgotável sobre o assunto. Tirar todas as suas dúvidas sobre esse processo vai te dar forças para prosseguir. Chegar lá não é fácil, às vezes, dá vontade de desistir então insisto para que você tenha clareza que é isso que você quer. Procurar grupos no facebook e whatsapp faz toda a diferença. Sentir que não se está só durante o processo conta muito. Se tiver a oportunidade de ir a um encontro de crespas e cacheadas em sua cidade, compareça. É inspirador.

TÊM EFEITOS COLATERAIS? Infelizmente, sim. Uns são engraçados e outros não têm graça nenhuma. Começando pelos efeitos colaterais divertidos: a transição capilar pode te deixar viciada em produtos cosméticos e cuidados com os cabelos. Pode fazer você dormir e acordar pensando em cronograma capilar, umectação noturna, texturização, low poo, no poo e vários outros termos que antes não faziam parte do seu vocabulário. Quando se der conta, estará falando sobre o assunto com o(a) namorado(a), no grupo de amigos e nas reuniões de família. Talvez chegue a fazer uma pequena (ou insana) coleção de produtos. Mas calma! Ao descobrir o que dá certo ou não no seu cabelo, você vai encontrar o seu ponto de equilíbrio. Embora desagradáveis, não posso deixar de te alertar sobre os efeitos colaterais mais graves, que não são causados pela transição em si, mas pela nossa sociedade. A transição pode te fazer esbarrar no racismo e no machismo. É comum ouvir críticas sobre os nossos cabelos. Vão dizer que estamos feias, loucas ou revoltadas. Que ficamos melhores com os cabelos lisos, que cabelo crespo é ruim, feio, duro e deve ser escondido. Vão dizer ainda que com esse cabelo, não vamos arranjar emprego, que mulher feminina ter que ter o cabelo longo, que não vamos namorar com o cabelo assim. Já soube de relacionamentos que acabaram porque o companheiro não aceitou a transição. Essas críticas nem sempre serão ditas de forma direta, podendo se manifestar de forma sutil, por meio de piadas e brincadeiras igualmente dolorosas. E o que mais machuca é que essas críticas, muitas vezes, partem das pessoas que supostamente deveriam nos apoiar: a nossa própria família. Entendeu agora a importância de buscar informação e apoio em grupos? Estamos aqui para ser o apoio que talvez falte em sua casa, em seu casamento, em seu trabalho. No fim do texto, vou deixar alguns contatos que podem te ajudar. Será muito bem-vindo(a).

TÊM CONTRA-INDICAÇÕES? Sim! A transição pode ser feita por qualquer pessoa, mas algumas deveriam pensar duas vezes antes de iniciar o processo. Se você pensa em passar pela transição pra aderir “a moda” dos cabelos cacheados, dá mais importância para o fato de ter cachos perfeitos do que mostrar ao mundo a textura natural do seu cabelo, ainda classifica cabelos usando os adjetivos bom/ruim, e acha que um cabelo 3A é legal mas um 4C precisa ser domado, volte 3 casas, repense, estude, informe-se e tente outra vez. Se você já passou pela transição e continua pensando dessa forma ou se acha melhor do que a colega que continua alisando os cabelos, desculpa te informar, mas você fez isso errado. Pára que tá feio, assim não tem como te defender.

SOU NEGRA E ALISO MEUS CABELOS. PRECISO PASSAR PELA TRANSIÇÃO CAPILAR? Passar pela transição capilar pode provocar resultados maravilhosos! Em geral, quem passa por ela fica com a autoestima nas alturas! Mas um benefício sobre o qual poucos falam é que a transição capilar ajuda a nossa memória. Ela faz a gente lembrar que podemos usar o cabelo que quisermos, a roupa que quisermos, ter o corpo que quisermos, ir onde quisermos ir, ser tudo aquilo que quisermos ser. Então, seja livre pra escolher o que te faz feliz. Ser lisa não vai te fazer menos empoderada porque mais importante do que o que vai sobre as nossas cabeças é o que vai dentro delas. A transição é opcional porque nós, meu bem, não somos obrigadas a nada.
Cacheada sim! E lisa, às vezes, porque não sou obrigada!
E você, o que pensa sobre a transição capilar? Dúvidas, críticas e sugestões, deixe nos comentários que vamos adorar saber. É de Sergipe? Então procure no facebook o grupo Cabelos Crespos e Cacheados de Sergipe que, no momento em que escrevo essas linhas, já conta com 8.217 membros. No instagram, siga o insta desse blog (@pretamesmo) e o insta dessa que vos escreve (@cacheadasanonimas) para ver muitas dicas e não perder nenhuma resenha. E para participar de grupos no whatsapp, é só deixar seu número nos comentários. Espero que tenha gostado dessa resenha, um grande beijo e até a próxima.

Carina Feitosa (@cacheadasanonimas)
           


9 comentários:

  1. Muitíssimo interessante! O legal é que seu texto além de esclarecedor não impõe a ditadura dos cachos ditos perfeitos. Como sempre adorei :*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Chelle. Era essa a intenção. Bjs!

      Excluir
  2. Lindo texto, amei, e ate me emocionei ao lembrar da minha transição, ❤

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ain, q fofo, Su! Conseguimos! Vencemos a transição! Bjs!

      Excluir
  3. Ameiiii!!Mjito lindo e gostodinho de ler!! Bastante informativo!!

    ResponderExcluir
  4. Ameiiii!!Mjito lindo e gostodinho de ler!! Bastante informativo!!

    ResponderExcluir

Sua opinião é muito importante pra gente. Se joga <3

Posts Recentes

recentposts

Mais Vistas

randomposts

Contato

Nome

E-mail *

Mensagem *